domingo, 9 de dezembro de 2007

O logotipo da Vale


A marca é o atributo organizacional de maior relevância no momento. Ela é quem separa o joio do trigo no mundo dos negócios. É ele que simboliza o poder de uma organização. Construí-la é um trabalho árduo e de longínquo prazo.

O que especifica a marca é o emblema, o logotipo. Caracteriza-lo é uma tarefa de enorme dificuldade e que exige grande criatividade. A Companhia Vale do Rio Doce (CRVD) ao modificar seu logotipo e marca levou todas essas ponderações em consideração. Mas, parece que ainda não agradou nem a mídia nem a opinião pública. Gastou-se em torno de R$ 50 mi para a construção desta nova marca ai em cima.

Neste ano a CVRD ou Vale, como preferir, passou por altos e baixos. Tornou-se a 2ª maior mineradora do mundo, antes era a 1ª. A opinião pública, principalmente os movimentos sociais, colocou em xeque a sua privatização, o que rendeu a Vale muitas inserções publicitárias para trabalhar esta imagem negativa. Em outubro tornou-se a maior empresa no Brasil ao ultrapassar a Petrobrás na Bolsa. Mas, no mês seguinte caiu para a quinta posição.

Em meio a esses altos e baixos surge uma nova polêmica: o caso de possível plágio de logotipo. A figura mostra muita semelhança entre os logotipos. Será que faltou criatividade, mesmo com os R$ 50 mi, ou foi apenas uma mera coincidência? Era necessário mudar a marca da empresa?

2 comentários:

André disse...

Parece mais uma borra de café

Michael disse...

Olá camaradinha! Parabéns pelo casório. Você se equivocou quando disse que a Vale era a primeira do mercado de mineração mundial. Mas, ela está caminhado para isso.

Abraço.