domingo, 31 de janeiro de 2010

Macacão de futebol

Os clubes do futebol brasileiro estão cada vez mais com o s cofres cheios com o dinheiro advindo dos patrocínios que as empresas estão nas camisas dos jogadores. Hoje esse é um quadro que pode salvar do buraco os endividados clubes.

O Corinthians foi o pioneiro com a nova vertente adotada. Após ter a acertada decisão de ter em seu plantel um jogador considerado sem condições de atuar em gramados competitivos, mas que ainda detentor de um prestigio enorme perante o mercado de merchandising, o clube paulista hoje tem um faturamento de R$ 100 milhões anuais. Muito alto para os padrões nacionais. R$ 12 milhões são de Ronaldo, o motivador deste estopim.

Outro clube vem copiando a formula, mas com pouco sucesso, devido as clausulas contratuais de exclusividade de patrocínio. Palmeiras, Grêmio, Internacional, Cruzeiro tentaram repetir a formula, sem sucesso.

É necessário um forte garoto propaganda. E o único clube que hoje pode fazer frente ao Corinthians é o Flamengo, que possui em seu elenco Adriano, O Imperador, e Vagner Love. Portanto, esses são os clubes mais propícios a vestirem os seus jogadores com macacões de futebol, semelhantes ao usados por pilotos da Formula 1.

Nenhum comentário: